Participar em jogos de mesa, slots e vídeo poker pode ser muito agradável e divertido. Esta é uma forma de lazer que não só é estimulante, mas também relativamente económica e potencialmente lucrativa. No entanto, para um Jogo Responsável e Problemas de Jogonúmero reduzido de jogadores, o jogo pode tornar-se um problema, transformando-se numa compulsão que pode desembocar numa conduta viciante. Com este fator em mente, a maioria dos casinos online nos nossos dias praticam uma política de “jogo responsável”, que pretende regular a maneira como conduzem a sua atividade, afetando todos os aspetos das operações.

Abordar o Problema de Jogo

O primeiro compromisso dos casinos online para facultar um jogo responsável passa por assegurar que todos os jogadores são maiores de idade. Na maioria dos casos, basta assinalar a maioria de idade no momento do registo, e requer o fornecimento de prova de identidade e idade, tal como uma cópia da carta de condução ou qualquer outra identificação oficial, como o passaporte.

Num outro plano, a maioria dos sites de jogo online oferece um programa de “Auto-Limitação no Acesso”, o que permite aos jogadores estabelecer um limite de gastos diários, semanais ou mensais. Este tipo de programa pode também oferecer uma modalidade de exclusão de conteúdos promocionais, servições de crédito, regalias de Clube de Jogadores, ou certos jogos, por um período de tempo estipulado pelo cliente. Os limites de depósito podem também ser auto-impostos, de forma a desencorajar gastar mais do que o desejado.

Os links para saber mais acerca do jogo responsável encontram-se disponíveis no site do casino, e estão geralmente assinalados como “18+” dentro de um círculo vermelho. Aqui os jogadores podem encontrar informação sobre como identificar os sinais de alerta que indicam uma adição ao jogo. Pode ainda ser encontrada informação de contatos para receber apoio gratuito e aconselhamento.

As organizações que auxiliam os operadores de jogos no processo de ajuste aos requisitos legais e à prevenção do problema do jogo incluem a “Interactive Gaming Counsel” (Conselho e Jogo Interativo), a “American Gaming Association” (Associação Americana de Jogo, AGA), com o seu Código de Condita para um Jogo Responsável, a “Responsible Gaming Council” (Conselho de Jogo Responsável) no Canadá, e a “GamCare” no Reino Unido. Os casinos de grande reputação disponibilizam geralmente links para os sites destas organizações, proporcionando aos utilizadores um acesso mais rápido a estas formas de auxílio, em caso de necessidade.

Identificar os sinais de aviso

Para a esmagadora maioria das pessoas, o jogo é uma forma de diversão. No entanto, uma minoria dos jogadores pode desenvolver uma dependência incontrolável. Existe uma variedade de problemas psicológicos, físicos, sociais e profissionais que podem decorrer de um comportamento de adição ao jogo, levando a casos de depressão, e em última análise, ao suicídio.

Tal como acontece com qualquer outra doença, a melhor forma de evitar o seu desenvolvimento passa por identificar os primeiros sinais do problema. Os sintomas de uma possível adição ao jogo variam entre estar constantemente a pensar no jogo, aumentar as apostas e jogar até ao último centavo, até sentir-se incapaz de parar de jogar e de deixar o espaço de jogo. Outros sinais de alerta são atormentar-se com perdas de jogo e tentar inverte-las, jogar com dinheiro que não se possui, ou utilizar fundos que deveriam ser utilizados para outros fins, como pagar contas, e ainda mentir sobre a relação com o jogo a amigos e família.

De forma semelhante ao alcoolismo, a adição ao jogo pode prejudicar não só o indivíduo, mas também todas as pessoas em redor e a sociedade de forma geral. Verifica-se como resultado direto o aumento da violência doméstica e do crime. É por esta razão que a promoção de um jogo responsável pelos casinos está em linha com os interesses de toda a comunidade, e cabe a cada jogador estar ciente do perigo de desenvolver tal dependência.

Sete Dicas para Ter um Jogo Responsável

Tendo por base anos de experiência a lidar com jogadores, e compreender a suscetibilidade de alguns para um comportamento viciante, os operadores de casino disponibilizam uma pequena lista para ajudar na prevenção de um problema de jogo. Tenha em consideração os sete conselhos seguintes, como uma forma de controlar uma desordem crescente.

Esteja atento às quantias que gasta no jogo, e monitorize o dinheiro gasto.

Evite perseguir as suas perdas, e mantenha um orçamente previamente estipulado.

Jogue apenas com fundos que pode perder.

Entenda o jogo como uma forma de entretenimento, e não como uma fonte de rendimento.

Limite e controle a quantidade de tempo em cada sessão de jogo.

Evite jogar sob a influência de drogas ou álcool.

Evite jogar quando se sentir deprimido, ou para evadir-se de outros problemas.

O teste crucial para compreender se o seu comportamento está a tornar-se um problema, é perceber como se responde à questão “Acha que tem um problema de jogo?”. Se responder “Sim”, o próximo passo deverá ser procurar ajuda, disponível em várias línguas através dos sites GamblingTherapy.org ou GamblersAnonymous.org. Este serviços de assistência encontram-se disponíveis 24 horas por dia para quem os procura.